Após Fernando Haddad declarar que está disposto a incorporar algumas propostas de Ciro Gomes ao seu programa de governo, o  presidente do PDT, Carlos Lupi, confirmou ao site Valor que seu partido irá compor uma “frente democrática” encabeçada pelo PT. Disse que se trata de uma frente “contra o risco que a democracia corre hoje” e que Bolsonaro “é o golpe”. Mas Ciro Gomes não quer sua imagem associada ao petismo. Irá apoiar “criticamente” Haddad no segundo turno mas não subirá em palanques ao lado dele.

SEGUNDO TURNO

O levantamento feito pela Idea Big Data, em parceria com a Veja, mostra Jair Bolsonaro, PSL, com 54% dos votos válidos contra 46% do petista Fernando Haddad. A pesquisa foi realizada entre os dias 08 e 10 e ouviu presencialmente 2.036 eleitores das cinco regiões do país. A margem de erro é de 2,67%. Nesta noite deve ser divulgado o levantamento do Ibope no horário do Jornal Nacional.

o/ Francine Galbier