Temer quer fim do auxílio-moradia antes de sancionar aumento do STF

O presidente Michel Temer quer que o Supremo Tribunal Federal acabe com o auxílio-moradia antes de sancionar

 12 de novembro de 2018 | 8h33
Por Rafael Rizzo

O presidente Michel Temer quer que o Supremo Tribunal Federal acabe com o auxílio-moradia antes de sancionar o aumento de cerca de 16% no salário dos ministros. Foi o que um auxiliar do emedebista disse ao Estadão.

O fim do auxílio-moradia foi um compromisso feito pelo presidente do STF, ministro Dias Toffoli, para “compensar” o aumento salarial e convencer o Congresso a aprovar a proposta.

Alguns senadores dizem ainda que Toffoli prometeu acabar com outros penduricalhos.

O MBL NEWS já publicou durante o final de semana que o impacto total do aumento salarial pode ser de quase R$ 6 bilhões por ano, enquanto o fim do auxílio-moradia não economiza  R$ 2 bi – menos de 1/3 do reajuste.

Já o presidente eleito Jair Bolsonaro deu uma entrevista para a TV Record onde se posiciona totalmente contra o aumento. “Não tem outro caminho, se não o veto”, disse.