Rejeição de Haddad cresce em todas as regiões

A rejeição de Fernando Haddad cresceu em todas regiões, segundo o levantamento do DataFolha divulgado na última

 3 de outubro de 2018 | 11h17
Por Francine Galbier

A rejeição de Fernando Haddad cresceu em todas regiões, segundo o levantamento do DataFolha divulgado na última terça, 2. O petista foi de 32% para 41%.

No Sul, Sudeste e Centro-Oeste, Haddad ultrapassa Bolsonaro em rejeição. O candidato do PSL é líder nas pesquisas de intenções de voto.

No Sul, 52% dos eleitores não votariam em Haddad. No Centro-Oeste, 44%. No Norte, 34%. E no Sudeste, 47%. Até mesmo no Nordeste, onde Haddad lidera, sua rejeição está em 26%.

Bolsonaro, por sua vez, era o mais rejeitado até então. Após o último final de semana, marcado por atos da campanha #EleNão, as intenções de voto de Bolsonaro subiram e seu nível de rejeição abaixou 1 ponto, ficando em 41%.

As expectativas são de um segundo turno entre Haddad e Bolsonaro.

Nessa pesquisa foram realizadas 3.240 entrevistas em 225 municípios e a margem de erro é de 2 pontos.

As informações são da Folha.