“Quem define gênero é a natureza”, diz futuro ministro da Educação

“Olha, eu não concordo por uma razão muito simples: quem define gênero é a natureza. É o

 27 de novembro de 2018 | 11h54
Por Rafael Rizzo

“Olha, eu não concordo por uma razão muito simples: quem define gênero é a natureza. É o indivíduo. Então a discussão da educação de gênero me parece um pouco abstrata, um pouco geral”, disse Ricardo Vélez Rodríguez, o futuro ministro da Educação, sobre a discussão de gênero.

Rodríguez falou à imprensa pela primeira vez na noite desta segunda-feira, 26, e respondeu sobre o que pensa de outros temas.

Escola sem Partido

“Eu acho que a doutrinação não é boa para o aluno, nos primeiros anos, no ensino básico, fundamental, tem que ser educado fundamentalmente para integrar-se na sua comunidade, no seu país, que é um país suprapartidário. Não é um partido político que vai fazer com que o menino, o jovem tenha consciência cidadã.”

Enem

“Tem que ser uma prova que avalie realmente os conhecimentos, e que não obrigue o aluno a assumir determinada posição com medo de levar ‘pau’. Tem muito aluno que me falou: Professor, eu tento responder certo, não quero levar ‘pau’ por isso, porque tento responder o que eu espero que os questionadores, eu respondo.”

Universidade Pública

“Eu acho que a universidade pública tem que permanecer pública. Mas com uma gestão eficiente, uma gestão em que o cidadão veja que o que está pagando tem resultado. E nossa estrutura de universidade pública sai quatro, cinco vezes mais cara que de uma universidade particular. Precisamos justificar isso perante o eleitorado que é quem financia.”