Quem é “Cabelo de Rato”, o homem que ameaçou de morte os jovens do MBL no interior de Pernambuco

Os jovens do MBL estão fazendo a chamada “Jornada Patriótica” pelo Nordeste, com o objetivo de mostrar

cabelo de rato
holiday
jornada
magno malta
pernambuco
 27 de outubro de 2018 | 1h05
Por Renato Battista

Os jovens do MBL estão fazendo a chamada “Jornada Patriótica” pelo Nordeste, com o objetivo de mostrar para as pessoas as mazelas que o PT trouxe ao país. Em meio a carreatas, manifestações, caminhadas e palestras, o MBL foi parar na cidade de Brejão, no interior de Pernambuco.

Brejão é uma cidade muito pequena, com menos de dez mil habitantes. A cidade é conhecida popularmente por causa dos “matadores de aluguel” que habitam a cidade. O MBL descobriu que um capanga (que utiliza o codinome “Cabelo de Rato”), supostamente ligado a Prefeitura de Brejão, andava fazendo ameaças, com aval da Prefeitura, contra pessoas que fazem parte do funcionalismo público municipal e estavam fazendo campanha para Jair Bolsonaro. Os jovens do MBL resolveram ir até a prefeitura de Brejão cobrar essa história.

Enquanto o MBL cobrava o Vice-Prefeito Joseraldo (PSB), um momento causou grande revolta a “Cabelo de Rato”, posteriormente. Foi quando Renan Santos, fundador do MBL, disse em alto e bom som para o Vice-Prefeito Joseraldo (PSB) que o “Cabelo de Rato” é “uma mocinha”, pois “ameaçou o povo e agora sumiu!”. Após isso, diversos mensageiros começaram a sondar as caminhadas dos membros do MBL proferindo ameaças em nome de “Cabelo de Rato” e ordenando para que os garotos saíssem de Brejão.

O capanga que enviou o áudio ameaçando as pessoas chama-se Vagner Morais e utiliza o codinome “Cabelo de Rato”. Os moradores de Brejão, dizem que “Cabelo de Rato” é ligado ao ex-prefeito Sandoval (PSB), que é pai da atual prefeita Beta Cagengue (PSB). Segundo o que foi apurado, Vagner Morais foi policial militar, até ser expulso da corporação por indisciplina. Moradores de Brejão dizem que “Cabelo de Rato” é um homem perigoso e “pau-mandado do ex-prefeito Sandoval, pai da atual prefeita”, além de responder a mais de 50 processos criminais.

O caso já foi denunciado pelo Senador Magno Malta aqui.

Depois de descobrir quem era “Cabelo de Rato”, os jovens do MBL passaram a não divulgar a sua agenda pelo Nordeste por questões de segurança.

O ex-prefeito Sandoval, a quem “Cabelo de Rato” é ligado, teve sua condenação requerida pelo Ministério Público Federal (MPF) por crime de responsabilidade, ele também já foi afastado do cargo por perseguição política a funcionários da Prefeitura e responde outros processos criminais por fazer contratações sem abrir processo de licitação.

Pelo que se pode ver, a ficha corrida do pai da atual prefeita é grande. Enquanto isso, “Cabelo de Rato” continua a atuar pela cidade, como se não houvesse leis, nem polícia e nem justiça.