Quebrando a narrativa do PT, 75% do eleitorado diz que WhatsApp não influenciou o voto

A recente pesquisa divulgada pelo Ibope mostra um dado fundamental para entender a atual conjuntura política brasileira:

 24 de outubro de 2018 | 20h16
Por Guto Zacarias

A recente pesquisa divulgada pelo Ibope mostra um dado fundamental para entender a atual conjuntura política brasileira: 75% dos entrevistados disseram que as mensagens recebidas pelo celular não influenciaram na decisão de voto.

Esse dado quebra uma das maiores narrativas petistas para essa eleição: de que a propagação de fake news seria o motivo pelo qual Jair Bolsonaro está disparado na liderança das intenções de voto. Essa história surgiu pouco depois da Folha de São Paulo publicar uma matéria dizendo que empresários bancaram uma campanha contra o PT nas redes sociais.

Os números

O Ibope questionou os eleitores se, fora a propaganda eleitoral gratuita, eles receberam qualquer mensagem do tipo pela plataforma na semana anterior à votação e 73% responderam que não.

A porcentagem de eleitores que receberam ataques contra Jair Bolsonaro no WhatsApp é igual ao percentual de críticas a Haddad: 18%.

Além disso, 75% disseram que não são influenciados pelo WhatsApp.

Está difícil ser Fernando Haddad.