O bloco dos derrotados

Os poucos senadores eleitos do PPS, Rede, PSB e PDT estão se articulando para formar um bloco

 7 de novembro de 2018 | 10h24
Por Francine Galbier

Os poucos senadores eleitos do PPS, Rede, PSB e PDT estão se articulando para formar um bloco parlamentar de 11 integrantes. Também pretendem lançar um candidato à Presidência da Casa, registrou O Antagonista. O PT está tão queimado que sequer faz parte do plano.

Na terça-feira, 6, Eliziane Gama, PPS-Maranhão, se reuniu com Cid Gomes, PDT-Ceará. Especula-se que ele seja o candidato do bloco.

Cid Gomes ganhou projeção nacional após subir no palanque do comício de Fernando Haddad em Fortaleza, Ceará, e dizer com todas as letras: “O Lula tá preso, babaca! Vocês vão perder”.  O vídeo do evento viralizou.

Ciro Gomes, irmão de Cid, ficou em terceiro lugar na corrida eleitoral à Presidência. Mesmo com uma forte campanha da esquerda que se diz “crítica” aos desmandos do PT, não conseguiu ir para o segundo turno. O recalque deve ter batido em toda família. A impressão é de que os Ferreira Gomes perceberam que criou-se um vácuo de liderança na esquerda, e querem ocupar esse espaço. Eis o motivo do show de Cid naquele comício.

Resta saber se o bloco dos derrotados, formado por aqueles partidos que quase desapareceram,  conseguirá ter algum protagonismo no Senado.