“Nossos ministérios não serão compostos por condenados por corrupção”, diz Bolsonaro

Em sua conta oficial pelo Twitter, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), desmentiu a suposta indicação de Alberto

 31 de outubro de 2018 | 19h13
Por Cauê Del Valle

Em sua conta oficial pelo Twitter, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), desmentiu a suposta indicação de Alberto Fraga como ministro de Articulação Política de seu futuro governo. Fraga é condenado por corrupção e cobrança de propina no Distrito Federal.

Até o momento, Marcos Pontes, tenente-coronel da FAB e primeiro astronauta brasileiro a ir ao espaço, foi anunciado para a pasta de Ciência e Tecnologia, Paulo Guedes assumirá o futuro ministério da Economia, Onyx Lorenzoni (DEM), deve ser o ministro da Casa Civil e o General Augusto Heleno foi escolhido pelo novo presidente pra assumir o ministério da Defesa e Segurança.

Na última segunda-feira (29), em sua primeira entrevista depois de eleito, Bolsonaro disse à Record TV que aqueles que se lançaram como ministros já “podem se considerar fora do governo”, sem citar nomes que já estariam sob especulação da imprensa.