Ministro do STF Luiz Fux revoga auxílio-moradia

Um toma lá da cá vergonhoso com o dinheiro do povo: Michel Temer sancionou o aumento do

 26 de novembro de 2018 | 17h40
Por Rafael Rizzo

Um toma lá da cá vergonhoso com o dinheiro do povo: Michel Temer sancionou o aumento do teto salarial de servidores públicos, e o ministro Luiz Fux, para “compensar”, revogou o auxílio-moradia.

O pagamento do auxílio-moradia agora está proibido para juizes e membros do Ministério Público, Defensorias Públicas e Tribunais de Contas.

Fux ainda determinou: “O descumprimento desta decisão ou a adoção de qualquer medida para preterir a sua eficácia plena caracteriza, dentre outras infrações, improbidade administrativa da autoridade máxima do órgão que continuar a pagar ou que permitir o pagamento do auxílio-moradia fora dos limites previstos nesta decisão”.

As estimativas são que o aumento de salários vá custar entre R$ 4 bi e R$ 6 bi por ano aos cofres públicos; já o fim do auxílio-moradia deve economizar R$ 1,8 bi.

Informações do G1.