Jovem que disse ter sido marcada com suástica será indiciada por falsa comunicação de crime

O caso da jovem que disse ter sido marcada com uma suástica acaba de ter uma reviravolta

 24 de outubro de 2018 | 11h06
Por Rafael Rizzo

O caso da jovem que disse ter sido marcada com uma suástica acaba de ter uma reviravolta nada surpreendente.

Inicialmente, era apontado como um caso de agressão de eleitores de Jair Bolsonaro, que seriam “nazistas” e teriam agredido a jovem por ela estar andando nas ruas de Porto Alegre, RS, com uma camiseta do #EleNão. Tudo começou a soar muito estranho porque a suástica estava invertida, e a jovem se recusou a representar criminalmente seus supostos agressores, mas isso não impediu a imprensa de gerar uma histeria contra Bolsonaro. O caso foi parar até na propaganda de Haddad na TV.

Agora a perícia aponta o contrário: a jovem teria se automutilado e criado a fanfic para atingir eleitores e a própria campanha a presidente de Jair Bolsonaro. Ela será indiciada por falsa comunicação de crime.

E agora? Como fica pra quem fez campanha pró-PT alegando que casos como esse seriam normais se Bolsonaro for eleito?

 

Siga O MBL no instagram @mblivre