Haddad é condenado

Perder a eleição do segundo turno no último domingo, 28, para o então candidato Jair Bolsonaro (PSL),

 31 de outubro de 2018 | 20h53
Por Cauê Del Valle

Perder a eleição do segundo turno no último domingo, 28, para o então candidato Jair Bolsonaro (PSL), não foi a derrota mais recente do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT).

O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou Haddad a pagar R$ 200 mil reais de indenização ao promotor do Ministério Público de São Paulo, Marcelo Milani. Mesmo com a investigação da Corregedoria do Ministério Público e do Tribunal de Justiça de São Paulo, o ex-presidenciável petista não conseguiu comprovar suas acusações.

Segundo sua assessoria, ”enquanto Prefeito de São Paulo, a atuação dele se restringiu a comunicar supostas irregularidades às autoridades cabíveis, sob pena de ser conivente com a situação”.

Na época, ele era prefeito da capital paulista e acusou o procurador de ter pedido R$ 1 milhão em propina para não mover ação. A decisão noticiada pelo G1 foi em primeira instância e cabe recurso.