Gabriela Hardt fixa prazo para alegações finais no processo do Sítio de Atibaia

A juíza Gabriela Hardt, substituta de Sergio Moro na Lava Jato, negou um pedido feito pela defesa

 21 de novembro de 2018 | 20h25
Por Rafael Rizzo

A juíza Gabriela Hardt, substituta de Sergio Moro na Lava Jato, negou um pedido feito pela defesa de Lula por novas diligências e deu prazo para alegações finais na ação penal que investiga se houve ou não pagamento de propina na reforma do sítio Santa Bárbara, em Atibaia, no interior de São Paulo.

O Ministério Público Federal terá nove dias a partir do dia 30 de novembro; a Petrobras terá dois dias a partir do dia 11; e as defesas terão dez dias a partir do dia 13 de dezembro.

Enquanto isso, a defesa de Lula questiona a Justiça Federal do Paraná e o TRF-4 sobre o juiz natural do processo. Alegam que Hardt não poderia sentenciar o ex-presidente pois Moro foi exonerado e quem deveria assumir é um outro juiz que ainda deve ser escolhido pelo próprio TRF-4.

As informações são do O Antagonista e do Paraná Portal.