Folha de São Paulo investiga a si mesma e conclui que não teve lado nas eleições

A Folha de São Paulo fez uma matéria hoje para falar que chegou à conclusão que “a

 5 de novembro de 2018 | 13h45
Por Rafael Rizzo

A Folha de São Paulo fez uma matéria hoje para falar que chegou à conclusão que “a Folha de São Paulo é inocente nas acusações de partidarismo”. Parece piada, mas é isso mesmo.

Segundo a Folha (sério), o Banco de Dados Folha mostrou que a maior parte dos textos publicados pelo jornal no período eleitoral sobre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad teve caráter neutro. Ainda segundo o Banco, 52,6% dos textos sobre o presidente eleito e mais de 60% dos textos sobre Haddad foram neutros.

Curioso é ler que a própria Folha admite que quase metade dos textos sobre Bolsonaro tiveram lado. Sobre isso, o jornal diz que Bolsonaro teve mais de mil menções negativas contra apenas 391 de Haddad.

A Folha ainda não apresentou provas sobre o suposto caixa 2 na campanha de Bolsonaro e nem citou o caso nessa matéria, sendo que a reportagem causou revolta aos eleitores  do presidente eleito.

Siga o MBL no instagram @mblivre