Corrupção
Flávio Bolsonaro comprou 19 imóveis por R$ 9 milhões segundo MP-RJ

Procuradores dizem que existem indícios de lavagem de dinheiro

15/05/2019 20h39

Senador Flávio Bolsonaro (Foto: Adriano Machado/Reuters)

Ministério Público do Rio de Janeiro apontou indícios de que o senador Flávio Bolsonaro (PSL) teria usado a compra e venda de imóveis para lavagem dinheiro. Após pedir à Justiça a quebra do sigilo bancário e fiscal de 95 pessoas e empresas relacionadas ao parlamentar Flávio Bolsonaro, o Ministério Público do Rio de Janeiro detectou mais atividades possivelmente ilícitas.

Segundo os promotores, entre 2010 e 2017, Flávio, que ainda era deputado estadual, lucrou cerca de R$ 3,089 milhões em transações imobiliárias em que há “suspeitas de subfaturamento nas compras e superfaturamento nas vendas”.

Também em novembro de 2012, Flávio comprou, por 170 mil reais, um apartamento na Rua Barata Ribeiro, também em Copacabana, que, um ano depois, seria vendido por 573 mil reais, lucro de 237%. No período, o índice de valorização ficou em 9%. Na ação, o MP afirma ter encontrado elementos que indicam a prática, no gabinete do então deputado, dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. As informações são da Veja.

Professor de filosofia e diretor do movimento Neoiluminismo. Entusiasta da filosofia política e ética; filosofia kantiana, da linguagem, da mente, metafísica e lógica.