Ditadura da Coreia Do Norte importou US$ 640 milhões em bens de luxo

A ditadura comunista da Coreia do Norte importou US$ 640 milhões em bens de luxo da China

 23 de outubro de 2018 | 14h42
Por Guto Zacarias

A ditadura comunista da Coreia do Norte importou US$ 640 milhões em bens de luxo da China em 2017. De acordo com a Forbes, a Organização das Nações Unidas (ONU) proíbe os norte-coreanos de fazer tais negócios, em razão dos programas nuclear e de mísseis de Kim Jong-un.

Um parlamentar de oposição, disse em recente entrevista: “Kim comprou itens extravagantes da China e outros lugares, como um hidroavião, não somente para sua família, e também instrumentos musicais caros, TVs de alta qualidade, sedas, bebidas alcoólicas, relógios e peles de presente para as elites que sustentam seu regime”

A Coreia do Norte é uma ditadura comunista desde a década de 60, quando um guerra a separou da sua região Sul. Hoje a Coreia do Sul é um dos países mais desenvolvidos do mundo, enquanto os norte-coreanos, que passaram por uma grave crise de fome nos anos 90, seguem em um regime autoritário que inflige os direitos humanos e os tratados internacionais.