Ditador venezuelano se posiciona sobre vitória de Bolsonaro

Por intermédio do Ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arrezan, através de sua conta no Twitter,

 29 de outubro de 2018 | 14h31
Por Cauê Del Valle

Por intermédio do Ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arrezan, através de sua conta no Twitter, o ditador venezuelano Nicolás Maduro emitiu uma nota parabenizando o presidente eleito na noite de ontem, 28, Jair Bolsonaro (PSL).

“O governo bolivariano aproveita a ocasião para exortar o novo presidente eleito do Brasil a retomar, como países vizinhos, o caminho das relações diplomáticas de respeito, harmonia, progresso e integração regional, pelo bem-estar dos nossos povos.”

A nota foi divulgada logo após o resultado das eleições no Brasil e reiterou o interesse do país devastado pela ditadura bolivariana de recuperar as relações diplomáticas com o Brasil durante o governo Bolsonaro, enfatizando o compromisso de continuar trabalhando com o “irmão povo brasileiro na luta por um mundo mais justo, multicêntrico e pluripolar em que prevaleça a livre autodeterminação dos povos e a não-interferência nos assuntos internos.”

Bolsonaro sempre se posicionou contrário ao regime autoritário de governo defendido e implantado por Nicolás Maduro, que levou a Venezuela a pior crise de toda a sua história. Em seu primeiro discurso como presidente eleito, ressaltou que terá como objetivo libertar o Brasil e o Itamaraty das relações internacionais com viés ideológico a que foram submetidos nos últimos anos.