Bolsonaro faz indicação para sua Secretaria de Privatizações

Em sua criação do Ministério da Economia, Paulo Guedes pretende incluir uma Secretaria de Privatizações, mostrando o

 23 de novembro de 2018 | 12h53
Por Gustavo Sales

Em sua criação do Ministério da Economia, Paulo Guedes pretende incluir uma Secretaria de Privatizações, mostrando o comprometimento do Governo com tal processo. A secretaria deve cuidar das vendas de ativos do governo, como imóveis ou subsidiárias de estatais. Para ocupar tal órgão, Bolsonaro indicou o empresário Salim Mattar, sócio e presidente do conselho de administração da locadora de carros Localiza.

A indicação já era especulada, mas hoje de manhã Paulo Guedes -futuro Ministro da Economia- bateu o martelo e indicou Salim para o cargo.

Mattar tem uma ideologia liberal e é conselheiro do Instituto Millenium. Ele já chegou a ser sondado pelo partido NOVO para disputar a eleição para o governo de Minas Gerais. Porém o candidato acabou por ser Romeu Zema, que ganhou a disputa para o Palácio da Liberdade. Salim ajudou o financiamento da tradução para o português da obra A Revolta de Atlas, de Ayn Rand, filósofa russa naturalizada americana, ficção considerada um clássico do liberalismo.

Sobre o aumento da participação do empresariado no debate político, ele disse: “Uma coisa é não querer envolver sua empresa, que tem acionistas que podem até não concordar com você. Mas os empresários poderiam fazê-lo na pessoa física. Poderiam contribuir para a disseminação de ideias que possam garantir amanhã o livre mercado e mais liberdade para empreender.”