Bolsonaro e Moro querem dinheiro das loterias para segurança pública

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) disse durante entrevista à RecordTV que o montante arrecado nas loterias do Brasil

 14 de novembro de 2018 | 9h01
Por Cauê Del Valle

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) disse durante entrevista à RecordTV que o montante arrecado nas loterias do Brasil será disposto para o orçamento da segurança pública no país, e que fará isso através de uma medida provisória. O novo presidente eleito defende que um percentual maior seja destinado ao setor.

“É um dinheiro novo, outra fonte. As loterias são fatiadas, um percentual vai para cada lugar. Teria um percentual a mais para exatamente a questão da segurança pública no Brasil. É uma medida provisória, tem prazo para expirar, por isso vai fazer parte do café da manhã com o Rodrigo Maia”, afirmou Bolsonaro.

A MP também é defendida pelo futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que prevê mais recursos para as políticas públicas da pasta. “É muito importante que seja aprovada [a MP]. Acredito que o Congresso tenha a sensibilidade de aprovar essa medida provisória, e consolidar essa posição para que nós possamos seguir assim adiante”, disse Moro, em breve pronunciamento após reunião com o atual Ministro da pasta, Raul Jungmann.

A projeção do ministério é de uma arrecadação de R$800 milhões, podendo chegar até R$4,3 bilhões em 2022.