Gilmara Craveiro dos Santos, denunciada por injúria racial, foi detida, pagou fiança e liberada na madrugada do domingo (21) em Sobral, no Ceará. De acordo com a Polícia Regional de Sobral, a professora se envolveu em uma discussão política em um restaurante e disse que Policarpo Rodrigues era “preto, pobre e não sabia votar”.

A discussão começou após Policarpo declarar voto para presidente em Jair Bolsonaro (PSL). Um vídeo com parte da discussão foi publicado nas redes sociais onde é possível ver a professora afirmando: “Ela [professora] virou e falou para ele: ‘você vota no Haddad porque é preto e pobre”.

Gilmara foi autuada por injúria racial e detida, mas pagou a fiança de mil reais e foi liberada. Ela não quis gravar entrevistas para a Rede Jangadeiro FM. A informação é da Tribuna do Ceará.

Até agora, Quebrando o Tabu e Catraca Livre não se pronunciaram sobre o caso. Jornalistas também ainda não cobraram Haddad sobre esse racismo assim como cobraram Bolsonaro sobre as supostas agressões feitas sob seu nome.

Siga o MBL no instagram @mblivre

o/ Rafael Rizzo

Vídeo: Constrangido por Kéfera em Encontro, Wallace fala com exclusividade ao MBL News

O assunto do final de semana foi o show de arrogância da youtuber Kéfera no programa global > continuar lendo…

Imposto não é roubo! – Um Apelo à Defesa Consistente do Liberalismo

Por Alexandre Lopes “Que imposto é roubo é algo evidente!” §1 Há uma diferença fundamental entre os > continuar lendo…

Com novo filme nos cinemas, Danilo Gentili concede entrevista exclusiva ao MBL News

Palestrante do IV Congresso Nacional do MBL e um dos humoristas mais bem sucedidos do país, Danilo > continuar lendo…

MBL-Ceará é proibido de entrar em palestra pública de Ricardo Lewandowski

Nesta sexta-feira, 07, Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, ministrou uma palestra pública na Câmara Municipal de > continuar lendo…

10 motivos para ter vergonha do STF

A Constituição Federal brasileira garante liberdade de expressão a todos os brasileiros. É o que parece. Essa > continuar lendo…

“Faria tudo mil vezes e repito, eu tenho vergonha do STF”, diz advogado que recebeu ordem de prisão de Lewandowski em entrevista ao MBL News

Na última quarta-feira, 5, o Brasil ficou horrorizado ao descobrir que o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo > continuar lendo…

‘’Prefiro defender um policial no tribunal a ir ao funeral dele’’ diz Wilson Witzel em entrevista exclusiva ao MBL News.

 ‘’Quem está portando uma arma de guerra certamente não está disposto a conversar ou negociar com as > continuar lendo…