O Tribunal Superior Eleitoral trocou a empresa que era responsável pela divulgação dos resultados eleitorais.

No primeiro turno, a divulgação foi feita pela BRCloud, que venceu uma licitação de R$1 milhão, mas por “não prestar o serviço adequadamente” e “causar contratempos”, o TSE resolveu substitui-la.

A nova responsável pela divulgação será a CPD – Consultoria, Planejamento e Desenvolvimento de Sistemas, que ficou em segundo na disputa pela licitação.

É de uma curiosidade ímpar a opção por mudança faltando poucos dias para a eleição, o que acaba aumentando as suspeitas de fraude.

Denúncias de fraude

As urnas eletrônicas estão chamando atenção de diversos setores da política nacional. Várias figuras importantes da direita brasileira já se manifestaram contrários a forma como se divulgam os dados eleitorais.

Jair Bolsonaro, candidato do PSL à presidência, disse que irá propor ao Congresso uma reforma nas urnas, defendendo o sistema de voto impresso.

o/ Guto Zacarias

Imposto não é roubo! – Um Apelo à Defesa Consistente do Liberalismo

Por Alexandre Lopes “Que imposto é roubo é algo evidente!” §1 Há uma diferença fundamental entre os > continuar lendo…

Com novo filme nos cinemas, Danilo Gentili concede entrevista exclusiva ao MBL News

Palestrante do IV Congresso Nacional do MBL e um dos humoristas mais bem sucedidos do país, Danilo > continuar lendo…

MBL-Ceará é proibido de entrar em palestra pública de Ricardo Lewandowski

Nesta sexta-feira, 07, Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, ministrou uma palestra pública na Câmara Municipal de > continuar lendo…

10 motivos para ter vergonha do STF

A Constituição Federal brasileira garante liberdade de expressão a todos os brasileiros. É o que parece. Essa > continuar lendo…

“Faria tudo mil vezes e repito, eu tenho vergonha do STF”, diz advogado que recebeu ordem de prisão de Lewandowski em entrevista ao MBL News

Na última quarta-feira, 5, o Brasil ficou horrorizado ao descobrir que o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo > continuar lendo…

‘’Prefiro defender um policial no tribunal a ir ao funeral dele’’ diz Wilson Witzel em entrevista exclusiva ao MBL News.

 ‘’Quem está portando uma arma de guerra certamente não está disposto a conversar ou negociar com as > continuar lendo…

Escola Sem Partido está a um passo de ser votado na Câmara dos Deputados e se tornar lei federal

Há pouco tempo atrás, a imprensa condenou a postura de uma professora de história, a catarinense Ana > continuar lendo…