Visitas da Polícia Militar em comitês do PT espalhados pelo país já está virando algo recorrente nessas eleições. Isso porque o pessoal do “partido” não entendeu que a Justiça proibiu que eles usassem a imagem de um presidiário como se esse fosse candidato à Presidência.

Dessa vez o caso ocorreu no Rio Grande do Norte, na cidade de Currais Novos. Agentes do Ministério Público Eleitoral do estado, com a ajuda da Polícia Militar, apreendeu nesta manhã de sexta, 5, 545 santinhos e panfletos de “Lula candidato”, registra O Antagonista.

Só se for candidato à Presidência do “sindicato dos presidiários”. Veja uma imagem da operação:

“PRESIDENTA”

Se os candidatos estaduais não respeitam a Justiça Eleitoral, quem dirá a “presidenta” do partido, Gleisi Hoffmann. Em setembro, a Epoca registrou que a Polícia Militar apreendeu no centro de Curitiba o material de campanha da madame, que é senadora e tenta uma vaga na Câmara dos Deputados. O material estava exposto em camelôs e tinha Lula como candidato à Presidência.

o/ Francine Galbier