Membros da claque petista que envolvem movimentos estudantis, uma parcela da classe intelectual e midiática, partidos satélites e setores da igreja católica. A União Nacional dos Estudantes (UNE) mais uma vez resolveu rezar a cartilha dos patrões, declarando assim, seu apoio para Fernando Haddad (PT).

Em recente postagem no perfil oficial da organização, eles usaram o subterfúgio de taxar Bolsonaro como expoente de uma tentativa de tornar o Brasil um regime ditatorial.

A incongruência fica no fato de a UNE ser fiel defensora de ditaduras comunistas e socialistas, apoiando partidos como o PCdoB, que protege regimes como a Venezuela de Maduro. Sua ex-presidente, Carina Vitral, além de ter sido candidata a deputada estadual pelo PCdoB, ainda tem foto com o ditador Nicolás Maduro:

Portanto, a afirmação da UNE é totalmente mentirosa. Eles defendem ditaduras e regimes autoritários pelo mundo inteiro, defendem o PT e todos os crimes praticados por esse nefasto partido.

São coniventes.

o/ Guto Zacarias