Kim Kataguiri, deputado federal por São Paulo e líder do MBL, apresenta o MBL News desta quarta, 17, com Ulysse Moraes, coordenador do MBL no estado do Mato Grosso e deputado estadual.

Na pauta de hoje:

Haja cara de pau

Após arrumar uma briga com Edir Macedo que lhe rendeu um manifesto de repúdio assinado por 147 líderes religiosos, Haddad se reuniu com representantes de igrejas evangélicas durante sua campanha na cidade de São Paulo nesta quarta. Também divulgou uma carta com diversas passagens bíblicas. No texto ele escreve que a legalização do aborto, o kit gay, a taxação de templos, a proibição de culto público e a escolha de sexo pelas crianças não constam em seu programa de governo. O Andrade está mesmo atirando para todos os lados.

Amigo da onça

Segundo o G1, o senador do PDT Cid Gomes gravou um vídeo de apoio a Fernando Haddad, mas a campanha do candidato petista ainda não sabe se usará o depoimento em propaganda de TV ou apenas nas redes sociais. Na segunda, Cid esteve em um comício de Haddad em Fortaleza. Disse aos eleitores que estavam no evento que o PT irá perder feio as eleições, e que era bem feito para o partido pois não fizeram mea culpa de seus erros. Ainda cunhou uma nova expressão que viralizou na internet: “O Lula tá preso, babaca”.

Segundo turno

O último levantamento do Paraná Pesquisas, divulgado nesta quarta, mostrou que Bolsonaro tem 60,9% dos votos válidos contra 39,1% de Haddad. 9,4% dos eleitores dizem não votar em nenhum dos dois, enquanto 3,8% afirmam estar indecisos. 2.080 pessoas foram entrevistadas em 162 municípios entre os dias 14 e 17 de outubro. A margem de erro é de 2 pontos.

Nada de novo no front

Lula foi condenado a pagar multa por litigância de má-fé e acusado de tentar enganar a Justiça sobre a construção de uma chácara de São Bernardo do Campo. A decisão foi do juiz José Carlos de França Carvalho Neto, da 1ª Vara da Fazenda Pública. A falsa narrativa de que Lula é um perseguido pela Justiça não engana mais ninguém. Somente picaretas continuam pedindo a liberdade do chefe da quadrilha petista.

O futuro do Congresso

Gustavo Bebianno, presidente do PSL, defendeu que o comando da Câmara dos Deputados seja negociado com os partidos do chamado “centrão”, caso Bolsonaro ganhe as eleições. Para ele seria antiético se o comando da Casa ficasse nas mãos do PSL.

PT nunca mais

O Movimento Brasil Livre convocou uma manifestação para este sábado, 21. O ato é contra a ameaça petista. Mesmo que as chances sejam pequenas, não podemos correr o risco do partido mais corrupto da história do Brasil retomar o poder. Até o momento 79 cidades de 22 estados marcaram atos contra o PT. Confira a lista completa de locais na nossa página no Facebook.

o/ Francine Galbier