Um desdobramento da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro prendeu dez deputados da Assembleia Legislativa na manhã desta quinta-feira, dia 8. As investigações apontam que esses deputados recebiam propinas mensais, de R$ 20 mil a R$ 100 mil, para votar de acordo com os interesses do governo do Sérgio Cabral.

Os deputados são: André Correa (DEM), Chiquinho da Mangueira (PSC), Coronel Jairo (MDB), Edson Albertassi (MDB), Jorge Picciani (MDB), Luiz Martins (PDT), Marcelo Simão (PP), Marcos Abrahão (AVANTE), Marcus Vinícius Neskau (PTB), Paulo Melo (MDB) e Vinícius Farah (MDB).

Ainda foram presos secretários e chefes de órgãos estaduais, como o DETRAN.

O “mensalinho” era resultado de sobrepreço de contratos estaduais e federais. Os parlamentares ainda contavam com indicações e loteamento de cargos em diversas estatais, onde poderiam colocar mão de obra comissionada e terceirizada.

Arraste para a direita para ler mais notícias do dia.

o/ Rafael Rizzo

Vídeo: Constrangido por Kéfera em Encontro, Wallace fala com exclusividade ao MBL News

O assunto do final de semana foi o show de arrogância da youtuber Kéfera no programa global > continuar lendo…

Imposto não é roubo! – Um Apelo à Defesa Consistente do Liberalismo

Por Alexandre Lopes “Que imposto é roubo é algo evidente!” §1 Há uma diferença fundamental entre os > continuar lendo…

Com novo filme nos cinemas, Danilo Gentili concede entrevista exclusiva ao MBL News

Palestrante do IV Congresso Nacional do MBL e um dos humoristas mais bem sucedidos do país, Danilo > continuar lendo…

MBL-Ceará é proibido de entrar em palestra pública de Ricardo Lewandowski

Nesta sexta-feira, 07, Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, ministrou uma palestra pública na Câmara Municipal de > continuar lendo…

10 motivos para ter vergonha do STF

A Constituição Federal brasileira garante liberdade de expressão a todos os brasileiros. É o que parece. Essa > continuar lendo…

“Faria tudo mil vezes e repito, eu tenho vergonha do STF”, diz advogado que recebeu ordem de prisão de Lewandowski em entrevista ao MBL News

Na última quarta-feira, 5, o Brasil ficou horrorizado ao descobrir que o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo > continuar lendo…

‘’Prefiro defender um policial no tribunal a ir ao funeral dele’’ diz Wilson Witzel em entrevista exclusiva ao MBL News.

 ‘’Quem está portando uma arma de guerra certamente não está disposto a conversar ou negociar com as > continuar lendo…