O Ministério da Saúde nesta sexta-feira (23) afirmou que, das 8.517 vagas cedidas pelo programa Mais Médicos -após a retirada dos médicos pelo Governo cubano, em resposta à eleição de Bolsonaro-, 7154, ou seja, 84% das vagas serão (até agora) preenchidas por profissionais que declararam interesse por trabalhar no município por meio de um cadastro em um site do ministério.

Balanço do ministério também diz que, ao todo, houve 13.341 inscrições feitas pelo site, mas muitos profissionais ainda não escolheram o local em que pretendem atuar. Há vagas para 2.824 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), que antes eram ocupadas por médicos da cooperação com Cuba.

“Com a alta procura e a apresentação imediata do médico ao município, a expectativa é de suprir a ausência do médico cubano com o médico com CRM o mais rápido possível”, afirmou o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, em nota.

Em menos de uma semana a narrativa de que a eleição de Bolsonaro iria causar uma crise na saúde brasileira veio ao chão. Bolsonaro apenas afirmou que exigiria dos médicos cubanos a aprovação em um exame chamado “Revalida”, que mediria a competência do médico, julgando se ele está apto ao trabalho.

Por outro lado, Bolsonaro tem propostas sérias para a saúde, como o credenciamento universal dos médicos e a criação de carreiras de médico de Estado, melhorando a eficiência da saúde.

O discurso ideológico a cada dia é refutado novamente pelos dados empíricos.

o/ Gustavo Sales

Imposto não é roubo! – Um Apelo à Defesa Consistente do Liberalismo

Por Alexandre Lopes “Que imposto é roubo é algo evidente!” §1 Há uma diferença fundamental entre os > continuar lendo…

Com novo filme nos cinemas, Danilo Gentili concede entrevista exclusiva ao MBL News

Palestrante do IV Congresso Nacional do MBL e um dos humoristas mais bem sucedidos do país, Danilo > continuar lendo…

MBL-Ceará é proibido de entrar em palestra pública de Ricardo Lewandowski

Nesta sexta-feira, 07, Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, ministrou uma palestra pública na Câmara Municipal de > continuar lendo…

10 motivos para ter vergonha do STF

A Constituição Federal brasileira garante liberdade de expressão a todos os brasileiros. É o que parece. Essa > continuar lendo…

“Faria tudo mil vezes e repito, eu tenho vergonha do STF”, diz advogado que recebeu ordem de prisão de Lewandowski em entrevista ao MBL News

Na última quarta-feira, 5, o Brasil ficou horrorizado ao descobrir que o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo > continuar lendo…

‘’Prefiro defender um policial no tribunal a ir ao funeral dele’’ diz Wilson Witzel em entrevista exclusiva ao MBL News.

 ‘’Quem está portando uma arma de guerra certamente não está disposto a conversar ou negociar com as > continuar lendo…

Escola Sem Partido está a um passo de ser votado na Câmara dos Deputados e se tornar lei federal

Há pouco tempo atrás, a imprensa condenou a postura de uma professora de história, a catarinense Ana > continuar lendo…