O advogador Rubens Nunes, coordenador do Movimento Brasil Livre, ingressou com representação eleitoral – em nome de Kim Kataguii, também coordenador do MBL – contra 12 candidatos do PT no estado de São Paulo. Entre os processados estão Luiz Marinho, Suplicy, Jilmar Tatto e Carlos Zarattini. Todos descumpriram determinações da Justiça eleitoral e continuam utilizando a imagem de Lula em seus materiais de campanha.

A liminar de Nunes pede o recolhimento imediato dos materiais e uma multa diária de dez mil reais para cada um. “Manter um sujeito que não é candidato como candidato em seus santinhos induz o eleitor a erro e fere o processo democrático”, declarou o advogado.

o/ Francine Galbier