Na edição desta segunda-feira, 29, Fernando Holiday e Renato Battista comentam os desdobramentos da corrida eleitoral 2018, que teve seu desfecho na noite de domingo, 28, com a vitória do candidato do PSL, Jair Messias Bolsonaro.

Na pauta:

Novo presidente é eleito no Brasil

Após décadas de governos esquerdistas, Jair Messias Bolsonaro foi eleito Presidente da República com 57.7 milhões dos votos válidos. Em seu primeiro discurso, agradeceu aos brasileiros pela oportunidade, disse que nunca se sentiu sozinho durante o caminho que trilhava, se colocou como um defensor da liberdade e declarou que seu governo será constitucional e democrático. O candidato derrotado, Fernando Haddad, só cumprimentou o adversário na manhã desta segunda-feira. Pelo seu Twitter oficial, Haddad desejou boa sorte para Bolsonaro.

14 governadores são escolhidos em segundo turno

Os governos de 14 estados federativos foram decididos em segundo turno. Em São Paulo, João Dória venceu Márcio França. Em Minas Gerais, o candidato do Partido Novo, Romeu Zema, foi eleito com quase 72% dos votos válidos. No Rio de Janeiro, Wilson Witzel, PSC, venceu Eduardo Paes. O Rio Grande do Norte teve a infelicidade de eleger a petista Fátima Bezerra. O Distrito Federal será governado pelo MDbista Ibaneis Rocha. No Amazonas, Wilson Lima, PSC, foi eleito. No Amapá, Waldez Goes, PDT, conseguiu se reeleger. No Mato Grosso do Sul se elegeu o tucano Reinaldo Azambuja. O Pará será governado pelo MDBista Helder Barbalho. Em Rondônia venceu o Coronel Marcos Rocha, PSL. Roraima também elegeu um governador do PSL, Antonio Denarium. Assim como Santa Catarina, que elegeu o Comandante Moisés. O tucano Eduardo Leite venceu no Rio Grande do Sul. E, por fim, o Sergipe será governado por Belivaldo Chagas, do PSD.

Lideranças mundiais parabenizam Bolsonaro

O presidente norte-americano Donald Trump ligou para parabenizar Jair Bolsonaro pela vitória. No Twitter, Trump escreveu que os dois tiveram uma ótima conversa e que pretendem trabalhar juntos. O Primeiro-Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, também ligou para Bolsonaro e declarou em seu Twitter que pretende estreitar relações com o Brasil. Líder da Rússia, Putin também parabenizou o novo Presidente brasileiro. Até mesmo Nicolás Maduro, ditador da Venezuela, felicitou Bolsonaro e declarou que espera retomar relações diplomáticas com o Brasil. No entanto, Bolsonaro já deixou claro em seu primeiro discurso que não irá se relacionar com países de viés ideológicos e ditatoriais de esquerda. Já foi divulgado oficialmente que as primeiras viagens de Bolsonaro como presidente serão para Israel, Estados Unidos e Chile.

“É golpe”

A esquerda já começou com o discurso de “golpe” e manifestações públicas de repúdio ao resultado das eleições. Guilherme Boulos, ex-candidato do PSOL, afirmou que Bolsonaro foi eleito fazendo uso de mentiras, fraudes e caixa dois e que haveria “resistência”. A chamada “Frente Povo Sem Medo” anunciou que está organizando protestos. Atos já estão marcados em todo o país para o dia 30. Na verdade, não tem nada de novo no front. Apenas a esquerda fazendo o que sabe melhor: sendo contrária a democracia e o voto popular.

#Choranão

O cantor Tico Santa Cruz surpreendeu a todos ao anunciar através de seu Facebook que irá aceitar a vontade do povo e o resultado das eleições democráticas. O rockeiro avisou quem o acompanha pelas redes sociais de que não irá mais participar ativamente da política, e agradeceu a todos que participaram dos debates que aconteceram em sua página nos últimos quatro anos. Contou que sua família e banda estiveram em segundo plano desde que se engajou na política e que agora pretende se dedicar mais ao trabalho. “A partir de agora eu sou mais um brasileiro a ser governado pelo presidente Jair Messias Bolsonaro”, disse Tico.

Assista ao vivo às 19h, pelo canal do MBL no Youtube.

o/ Francine Galbier