Economia com V.I na ALMT poderia cobrir o déficit mensal da Santa Casa

Projeto foi apresentado pelo deputado Ulysses Moraes

ALMT
 18 de março de 2019 | 17h11
Por Francine Galbier

Deputado estadual e líder do MBL em Mato Grosso, Ulysses Moraes (DC) apresentou um projeto de lei para reduzir o teto das verbas indenizatórias dos deputados estaduais em 50% e dos servidores do alto escalão do poder legislativo em 2/3. A medida pode gerar uma economia maior ao déficit mensal da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, que está fechada por conta de atrasos dos repasses de verba do município.

A Santa Casa tem um déficit mensal de R$800 mil. Com a medida proposta por Ulysses, é esperada uma economia de aproximadamente R$ 1.2 milhão por mês.

“A melhor forma de ela (verba indenizatória) ser utilizada seria ser repassada aos cofres públicos. A santa Casa hoje não estaria fechada, outros hospitais públicos não estariam fechando também. Essas verbas estariam retornando para o executivo que é quem deveria ficar com essa verba […] e não o legislativo. Então, se tem falta de remédio nas farmácias de alto custo, falta de vagas nas creches é justamente por má utilização de verba pública. Está tendo muito dinheiro em outras áreas e pouca em outras, a Santa Casa é esse triste exemplo”, disse Ulysses em entrevista a rádio Capital FM.

A Santa Casa de Cuiabá tem 199 anos de história, mas suas atividades foram interrompidas na última semana. Além dos funcionários sofrerem com atraso salarial, há conflitos entre as informações divulgadas pelo corpo clínico, pela direção do hospital e pelo município.