SÃO PAULO – O humorista e apresentador Fábio Porchat resolveu desancar os “privilégios” de homens brancos e de classe média durante bate papo no programa “Papo de Segunda”, no canal GNT. Porchat, ladeado por atores e o rapper Emicida, buscava demonstrar que a vida das mulheres é “muito mais difícil”, pois as mesmas “precisam acordar cedo para se maquiar antes de ir ao trabalho”.

O humorista ignorou as estatísticas sobre assassinatos, suicídios e moradores de rua – amplamente desfavoráveis aos homens – e tentou justificar sua pregação politicamente correta sob a lógica de um rapaz rico do Projac – versão brasileira do “white people’s problems” americano.

Em vídeo para o canal do MBL no Youtube, este que vos fala refuta a argumentação pobre de Porchat e traz luz sobre alguns possíveis privilégios – estes sim reais – que o jovem apresentador desfrutou ao longo de sua vida. Acompanhe abaixo:

O vídeo em questão responde a participação constrangedora de Porchat, que pode ser vista logo abaixo:

Renan Santos
@@RenanSantosMBL
Estudante interrompido, músico frustrado, cozinheiro irregular e fundador (e membro mais controverso) do MBL - Movimento Brasil Livre. Colunista às terças, e editor-chefe do MBL News.