fbpx
Estudante de direito, jogador de futebol quando a dor nas costas permite e um liberal radical
Previdência nas ruas

Minas nas ruas pela Previdência

11/06/2019 09h21

Há aproximadamente um mês, recebi a missão: ir às ruas da minha cidade defender a reforma da Previdência. Panfletar, conversar e convencer os cidadãos que a reforma não somente é benéfica, mas fundamental para a prosperidade do país.

Admito, meu primeiro pensamento foi: “isso não vai funcionar, quem vai querer escutar um bando de jovens? ”, em seguida cai na real: “essa reforma é para minha geração, somos nós que seremos afetados por ela, somos nós que dependemos dela para termos uma perspectiva de futuro”. Como um garoto “ixpertinho”, como diria o grande Nando Moura, resolvi – junto ao núcleo do MBL BH – fazer a ação na Praça da Savassi. Boas lembranças dessa região Boêmia da capital. Me perdoem, falarei apenas da Previdência.

Em bairro boêmio ou não, fato é que – por toda Minas Gerais – o MBL fez um trabalho incrível de conscientização, esclarecemos pontos mais complicados da previdência, explicamos qual a importância dessa reforma, escutamos alguns “fascistas, vendidos, tchuchucas do centrão e até mesmo comedores de Danoninho.” Tudo bem, Danoninho é gostoso e, afinal, estou mudando meu país, terei – junto ao MBL – meu nome guardado na história. Todos que foram às ruas pela previdência o terão.

Seguíamos panfletando, dialogando, pessoa por pessoa, família por família, Danoninho em Danoninho: “ Boa tarde, você já conhece a reforma da Previdência? O que você acha sobre ela? ”. Me espantei, a maioria tinha uma visão que a reforma era – no mínimo – necessária para o país sair do buraco. Quem era contra, na maioria, era uma ressalva ou outra, principalmente com o BPC, nada que uma boa explicação não resolva. Claro, tinham os contras, mas esses, via de regra, recusavam o diálogo.

A cada conversa a sensação de dever cumprido era maior, a certeza de que estamos fazendo a coisa certa e que a mudança no país está a caminho crescia. A boa política ainda resiste, ainda é possível fazê-la.

Meus mais sinceros agradecimentos e parabéns a todos os núcleos e membros do MBL Minas Gerais que disponibilizaram seu tempo nessa ação. São ações como essa que mostram e indicam quem luta por um país melhor. Em Belo Horizonte, Sete Lagoas, Matozinhos, Governador Valadares ou em Araçuaí, sempre que precisar estaremos lá!

Mais uma vez os “oportunistas traidores da pátria” estavam lutando pelo país.